Ligue ou Whatsapp (11) 98132-0523
Home | Nutrição Funcional | Urocran: bebida pronta a base de cranberry

Urocran: bebida pronta a base de cranberry

Myralis pharma lançou no mercado o Urocran (Vaccinium macrocarpon) . Segundo eles, trata-se de um produto alimentício denominado de: bebida, pronta para consumo, a base de cranberry.

Produzida no Hemisfério Norte a cranberry é uma fruta que cada vez mais está se popularizando e ganhando espaço no mercado, devido sua potente ação antioxidante. A fruta é rica em vitamina C e possui proantocianidinas do tipo A, substância que impede a proliferação da bactéria causadora das infecções do trato urinário, sendo feito seu consumo como prevenção especialmente das infecções de repetição do trato urinário, por isso mesmo, muito conhecida entre as gestantes.

Com quantidades insignificantes de carboidratos, proteínas, gorduras totais, fibra alimentar e sódio, o Urocran é isento de açúcar, glúten e valor energético, e garante oferece 100% do valor diário recomenda de vitamina C (45 mg) , com o consumo de uma porção de 10 ml (1 copo medida), por dia.

No Brasil, conseguimos achar a crabberry em lojas de produtos naturais ou afins, na forma desidratada, em polpa, sucos ou em cápsulas. Já o Urocran pode ser encontrado em farmácias e estabelecimentos do gênero, custando cerca de R$ 50,00 o frasco de 150 ml. Logo, se o produto for consumido na forma recomendada pelo fabricante, o fraco de 150 ml irá durar 15 dias tendo portanto, um valor bem salgadinho, assim como os sucos e produtos fonte que encontramos no mercado.

E, falando em “saldado”, já posso adiantar para vocês que o sabor do Urocran não é nada agradável (diferente dos sucos disponíveis no mercado, que são uma delícia!) mas, seu consumo gelado (portanto após armazenamento sob refrigeração) torna o produto muito mais palatável. #ficaadica

Vale reforçar que, apesar de ser encontrado em farmácias, o Urocran se trata de um “produto alimentício” e não de um medicamento e portanto, não possui bula, além de ser isento de registro de acordo com a RDC 27/2010. Mas, nem por isso significa que ele deva ser consumido sem a orientação de um médico ou nutricionista, principalmente entre gestantes, nutrizes e crianças.

Comentários

comentários