Ligue ou Whatsapp (11) 98132-0523
Home | Nutrição | Deserto alimentar: oportunidade cara para a saúde

Deserto alimentar: oportunidade cara para a saúde

Tema relacionado com a sociologia da alimentação, deserto alimentar é o entendimento dos espaços urbanos, com acesso precário distribuidores de alimentos como a feiras, mercados municipais, sacolões e até supermercados, por exemplo, e consequentemente aos alimentos básicos.

Mais claramente falando, deserto alimentar é o estudo para saber quais lugares, por dificuldade de acesso, os consumidores não têm disponível alimentos como frutas, leite, legumes, grãos e verduras ou quaisquer alimentos imprescindíveis para compor uma alimentação saudável. Vale lembrar que sou nutricionista portanto posso afirmar com convicção que toda alimentação saudável deve ser variada e equilibrada em quantidade e qualidade por isso, a partir do momento que algum conjunto populacional é privado de qualquer grupo alimentar, esse equilíbrio já foi impossibilitado e portanto eles não têm uma alimentação saudável.

A verdade é que esses desertos alimentares nos mostra que a alimentação saudável não depende apenas de ensino mas sim também de logística de acesso. Se pegarmos o caso da cidade de São Paulo e seus “desertos alimentares”, eles estão situados em sua maioria no extremo sul da cidade, e com manchas no extremo norte e extremo leste.

Agora que você já sabe o que é deserto alimentar convido você a conhecer e refletir sobre a publicação da The New York Times que mostra a estratégia da Nestlé para levar, os seus produtos açucarados e ultra processados, de porta em porta, numa favela no Ceará, um “deserto alimentar” no nosso país.

Deserto alimentar

Vendedoras Nestlé de porta-a-porta

E não precisamos ir tão longe para ver o que as grandes empresas são capazes de fazer. A Nestlé têm o projeto, chamado “Nestlé Até Você” que começou em 2006 na cidade de São Paulo, muito semelhante ao citado acima, ao criar vendedoras/distribuidoras em bairros carentes para trabalhar com a venda de produtos. E tem também o “Nestlé Até Você a Bordo”: um supermercado flutuante para atender as populações ribeirinhas da Amazônia, por exemplo.

Deserto alimentar

“Nestlé até você a bordo”

Pensando nos carrinhos ambulantes ou nos vendedores a bordo como soldados das indústrias alimentícias ricas, fornecedoras de alimentos altamente calóricos e pobres em nutrientes, os conhecidos junk food e bebidas açucaradas, em sua grande parte voltadas ao público infantil, como sobremesas lácteas, Chandelle®, Kit-Kat® e cereal Mucilon®, nos vemos no meio de uma guerra alimentar onde um dos combatentes tem um poder absurdamente maior do que o outro e quem sai perdendo somos todos já que a epidemia da obesidade e suas comorbidades apenas aumentam.

Enfim, tudo isso nada mais é que outra mostra de descaso e da falta de preocupação dos gestores de grandes empresas que visam apenas o lucro e também dos nossos governos que permitem que isso aconteça ao invés de desenvolverem ações relacionadas com saúde e nutrição.

Comentários

comentários