Ligue ou Whatsapp (11) 98132-0523
Home | Nutrição Infantil | Campanha Amil contra a obesidade infantil: Desenhos da Verdade

Campanha Amil contra a obesidade infantil: Desenhos da Verdade

Dia desses, na creche do meu Filho tivemos uma confraternização de dia das Mãesque para mim, mais parecia uma confraternização de “alimentos não-saudáveis” com nossos filhos.

Na festinha, havia disponível para consumo a vontade, sucos industrializados e demais alimentos estupidamente açucarados ou ricos em gordura, carboidrato, corante e conservante. Eu, que já não sou muito fã desses eventos, me senti ainda mais animada em estar ali, participando de uma comemoração, para crianças de 1 ano, sem conseguir encontrar nada saudável, como uma fruta ou simplesmente: água!

Infelizmente sei que essa é a realidade de muitas famílias, não vou nem entrar em discussão sobre os motivos porém, não esperava que isso fosse acontecer em um local de ensino que deve conceder exemplos. Seguindo a mesma vertente da minha festinha recheada de alimentos nada saudáveis, a Amil lançou a Campanha “Desenhos da Verdade”, que eu gostaria de compartilhar com vocês.

Campanha Amil

O objetivo da campanha Amil contra a obesidade foi ressaltar a importância do cuidado com a saúde e o papel importantíssimo dos Pais na criação dos filhos e na educação que é ensinada a eles. Ela mostra também como é possível construir hábitos alimentares saudáveis desde a infância. A ação faz parte do movimento  Obesidade infantil Não” iniciado em 2014, com criações da agência Artplan.

Focados na educação, a ação gerou um vídeo mostrando como o exemplo dado pelos Pais pode influenciar a escolha dos Filhos e consequentemente ditar seus costumes e hábitos. No filme, crianças com cerca de seis anos recebem a tarefa de desenhar as comidas que gostam e, depois, desenhar verduras e legumes (como beterraba, rúcula, couve-flor, chuchu e abobrinha).

Infelizmente, não muito para nossa surpresa, o resultado foi que entre os desenhos criados tivemos como protagonistas, chocolate, hambúrguer, pizza, batata frita e outros alimentos nada saudáveis, em detrimento aos legumes e verduras, que as crianças não souberam não souberam ilustrar, nem quando sugerido.

A ação retrata uma triste realidade, não apenas sobre a má qualidade da alimentação infantil mas sim, mostra como cada vez mais se solidifica a tendência de padronização do alimento num mundo, em que o princípio básico dos produtos artesanais se perdeu, juntamente com o respeito ao meio ambiente, aos produtores e à nossa própria saúde.

Campanha Amil

Campanha Amil contra a obesidade infantil: Desenhos da Verdade

Em março desse ano a Amil também veiculou um comercial chamado “Espelho”, em que passou a mensagem de que “a obesidade infantil começa com os adultos”, mostrando que os Filhos reproduzem o comportamento dos Pais.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=S4TLneeWy5s[/youtube]

Compartilho com vocês a Campanha Amil contra a obesidade infantil, para alertá-los e parabenizar a empresa ao reforçar ainda mais sobre a responsabilidade e o papel fundamental que os Pais exercem na luta contra a obesidade infantil e na construção de hábitos saudáveis, através da educação. Eu apoio a campanha #odesidadeinfantilnao da Amil!

Agora, voltando ao meu assunto do início do texto, gostaria de deixar claro que não sou nenhuma louca. Participei da festinha, distribui sorrisos e posei para fotos, mas é claro, que apenas deixando ao alcance do meu Pequeno, uma “inofensiva” bolacha de água e sal. E, para você que ainda está me olhando torto, é claro que existem exceções, mas o que não podemos fazer é deixar que a exceção vire a regra.

Campanha Amil: Desenhos da Verdade

Campanha Amil contra a obesidade infantil

Querendo saber mais sobre alimentação saudável e adequada para o seu Filho? Procure uma Nutricionista. Mas não a da creche do meu Pequeno. :p

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>