Ligue ou Whatsapp (11) 98132-0523
Home | Nutrição Funcional | Alimentos super poderosos existem?

Alimentos super poderosos existem?

Frequentemente surgem afirmações e notícias de “novos” alimentos super poderosos (ou milagrosos, como você preferir!) com a promessa de que eles podem acabar com a gordura localizada, rejuvenecer sua pele, previnir o câncer, trazer mais bem-estar, entre tantos outros efeitos. Mas o que dizem os especialistas sobre essa lista de alimentos super poderosos?

É sabido que os tidos alimentos funcionais, como a castanha-do-pará, chia, quinoa, goji berry, linhaça e outros, possuem propriedades que podem trazer benefícios à saúde e por isso fazem parte de orientações de nutricionistas e especialistas no assunto. Mas será que não precisariamos entender o impacto da comida ou da alimentação de uma maniera global, na saúde das pessoas, ao invés de pensar apenas em alguns componentes desses alimentos? 

Alimentos super poderosos

Alimentos super poderosos

Essa foi uma das pautas do Novo Guia Alimentar da população brasiliera: devemos considerar a comida como um todo e não apenas os nutrientes específicos isolados. A importância da comida e de uma alimentação equilibrada, diversificada e adequada está mais associada à qualidade de vida que os efeitos isolados de alimentos. Isso é o que cientistas consideram evidência científica.

No entanto, a maioria dos estudos que indicam algum beneficio desses “alimentos super poderosos” são muito incipientes. Nutricionistas alertam que é muito diferente encontrar resultados positivos em ensaios clínicos controlados, com concentrações elevadas de componentes, observados continuamente em animais que em pessoas, com metabolismo e dinâmica social totalmente diferentes. 

Alimentos super poderosos

Goji Berries

Segundo especialistas esses “alimentos super poderosos” estão mais a serviço do marketing que da promoção da saúde, com rigor metodológico que garantam eficácia em seres humanos. Não é toa que a maioria desses alimentos são caros alguns, inclusive, sem produção nacional.

Nutricionistas reportaram à Folha, em reportangem recente, que muitos desses alimentos exóticos, como goji berry, chia, quinoa, podem ser facilmente substituídos por outros que sejam mais baratos como por exemplo: a aveia poderia facilmente ser uma substituta da quinoa pela composição fibrosa; a jabuticaba e morango tem tanto antioxidante quanto as berries; já a linhaça pode ser uma ótima alternativa para a chia, pela composição lipídica e de fibras. 

A Nutricionista Ana Bapstella enfatizou para a Folha de São Paulo, nessa reportagem: “Não é preciso comer alimentos exóticos para ser saudável. Toda fruta e verdura tem vitaminas e antioxidantes. Não adianta comer chia e continuar indo ao fast food.”

A verdade é que em nenhuma literatura cientifica séria, as evidências sugerem alimentos superpoderosos isolados de uma alimentação nutricionalmente adequada e diversa.

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>